Zenvia combina WhatsApp e chatbots para aprimorar a experiência do cliente

Avatar

Serviços são oferecidos a empresas que querem ter conversas mais personalizadas, simples e eficientes com seus consumidores

Conversas automatizadas, atendimento humano quando necessário e integração com a plataforma de chatbots para aprimorar, simplificar e reduzir custos no atendimento. É isso o que a Zenvia, líder brasileira em mensagens e chatbots, oferece aos seus clientes ao disponibilizar o WhatsApp como mais um canal de interação entre empresas e seus consumidores.

A liberação da API do WhatsApp para médias e grandes empresas, desde o dia 1º de agosto, vai mudar radicalmente a forma como as marcas falam com seus clientes. Isso porque as conversas ganham novos elementos além do texto, com a inclusão de imagem, vídeo e voz. Além disso, a inclusão do WhatsApp como canal permite que o aplicativo seja integrado aos chatbots, aumentando a escala do serviço, a agilidade na resposta e favorecendo o atendimento personalizado.

“Essa forma de se comunicar traz uma revolução no atendimento, pois automatiza as conversas ao mesmo tempo em que viabiliza a transferência para o atendimento humano, quando elas não sanam a demanda do consumidor. Ainda, é capaz de atender muitas pessoas ao mesmo tempo – 24 horas por dia, nos sete dias da semana – e dar respostas rápidas e efetivas a todas elas. Com isso, a empresa ganha escala, além de conseguir atender o cliente em um canal que soma hoje 1,5 bilhão de usuários, para que tenha a melhor experiência possível”, explica Gabriela Vargas, diretora de Desenvolvimento Organizacional e Marketing na Zenvia.

Na Zenvia, o WhatsApp está disponível a partir do plano Enterprise da plataforma para criação de chatbots, com diferenciais como:

Gestão de projetos, com submissão e acompanhamento total junto ao WhatsApp;

Gestão da infraestrutura (requisito do WhatsApp) para simplificar a complexidade técnica e garantir a disponibilidade, monitoramento e atualizações necessárias;

Conversas automatizadas: plataforma de chatbot de fácil utilização, sem custo de setup e com consultoria na implantação;

Atendimento humano, caso o robô não consiga resolver a demanda;

Relatórios em tempo real, com análise dos atendimentos realizados;

Possibilidade de início da conversa por SMS, que é mais barato, menos burocrático e flexível.

​“Tudo isso gera a possibilidade de a empresa oferecer um atendimento personalizado e simples aos seus clientes. O único cuidado é ter o opt-in do cliente antes de iniciar qualquer conversa, o que significa que a empresa necessita ter a autorização explícita do consumidor para se comunicar com ele pelo WhatsApp”, reforça Gabriela. E completa: “Com base nesse requisito, já temos alguns projetos em andamento com o WhatsApp como canal e poderemos comemorar os resultados muito em breve”.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

In the news
Carregar Mais