Vira-Lata é o cão preferido dos lares brasileiros

Avatar

Entre aqueles que possuem cachorros, 41% têm um ‘sem raça definida’, de acordo com o Instituto QualiBest, que ouviu 7.084 pessoas donas de PET, em todo o Brasil. Poodles, Pinschers, Labradores, Pit Bulls e Lhasa Apsos completam o ranking

Se você é dono de um simpático vira-lata, pode comemorar. O seu pet é não somente o mais popular entre os brasileiros, como é aquele que menos apresenta problemas de saúde, com apenas 15% de incidência. Já se você mora com um Lhasa Apso ou um Poodle, prepare o bolso: em ambos os casos, os exemplares da raça não costumam consumir menos do que cinco serviços a cada ida ao pet shop.

Os dados figuram em uma pesquisa online inédita realizada pelo Instituto QualiBest, de São Paulo, que ouviu 7.084 homens e mulheres, de 18 anos ou mais, das classes A, B, C, D, E, de todas as regiões do País. A margem de confiança da pesquisa é de 95%.

Entre os entrevistados que possuem e são responsáveis por pets soma-se 65%, desses 79% têm cães, 39% gatos, 19% aves e 10% peixes.

Depois do vira-lata, presente em 41% dos lares, vêm as raças Poodle (11%), Pinscher (7%), Labrador (5%), Pit Bull (3%) e Lhasa Apso (3%).

Além de ser o mais saudável, o vira-lata é o cão mais presente nas casas das classes C e D e 33% deles foram encontrados abandonados nas ruas.

Os Lhasa Apsos, por sua vez, são os que mais viajam com seus donos (26%) e aqueles que mais dormem com eles na cama (52%).

“Nós estamos sempre de olho nas tendências do mercado para realizar estudos de opinião pública. Nunca vimos tanto lançamento de serviços para o mundo PET e era um assunto que nunca havíamos investigado por conta própria. Tinha também poucos dados de pesquisas disponíveis”, diz Daniela Chammas Daud Malouf, diretora-geral do Instituto.

“Foi a primeira vez que pesquisamos este mercado por conta própria e ficamos impressionados com a adesão.”

Curiosidades

– 30% dos cães brasileiros têm porte pequeno (5kg a 10kg)

– 93% dos labradores são criados em casa (apenas 2% em apartamento)

– 62% dos Pit Bulls presentes nos lares brasileiros são machos

– 37% dos donos de Lhasa afirmam que sempre comemoram o aniversário do cão

– 34% dos donos de Poodle ganharam o pet de alguém

“Graças à internet, conseguimos obter um valor competitivo. Queríamos lançar algo especial, que nem mesmo os fabricantes de rações encomendariam. Iniciamos a pesquisa com 14.000 internautas e chegamos a uma amostra robusta de 7.000 donos de pet, amostra essa que possibilitou entender os hábitos dos donos de PET em todo o Brasil, incluindo o interior de cada Estado, e com um olhar especial por raça”, complementa Daniela.

 

Quem ama cuida

A comida é outro fator destaque no levantamento: 12% dos cães que figuram na pesquisa comem a mesma comida que é preparada para o dono/outras pessoas da casa; 32% ingerem ração comum e, 38%, ração específica para seu porte.

Em média, os animais são alimentados de duas a três vezes ao dia.

Surpreendentemente, 80% dos cães de estimação não apresentam nenhum problema de saúde. Entre aqueles que os têm, as doenças mais comuns são alergia cutânea, dermatite, catarata, sobrepeso e otite.

Como quem ama cuida, a pesquisa revela que 56% dos entrevistados levam seus cães para vacinação de uma a duas vezes ao ano; 58% levam para o banho de uma a duas vezes ao mês; 34% levam para a tosa uma vez ao mês e 44% compram produtos de higiene uma vez ao mês.

Donos de pets que “sentem falta de algum produto ou serviço no mercado” alcançam 61% e algumas queixas são: falta de alimentos isentos de conservantes, corantes, sabores artificiais e subprodutos; inovação em produtos e serviços; falta de soluções em diversão e relaxamento; e aplicativos específicos para seus pets.

In the news
Carregar Mais