SOS varejo: ‘Uberização’ do trabalho dos promotores de vendas tem ajudado o setor contra o desabastecimento no contexto do Covid-19

Avatar

Os treze anos de mercado e o domínio completo do que funciona no Ponto de Venda (PDV) posicionam a Allis (www.allis.com.br) como pioneira e maior especialista em Field Marketing do País. A empresa acaba de lançar o Allis On Demand, um aplicativo com foco exclusivo no trade varejista.

O serviço oferece promotores especializados contratados por hora para qualquer tipo de demanda de PDV – da reposição de produtos a estratégias promocionais, do melhor posicionamento dos itens a uma análise de concorrentes, passando por relacionamento com gerentes, apresentação de relatórios com dashboards, ferramentas que entregam ao cliente em tempo real o status de seu produto e eventuais necessidades naquele varejo específico.

A empresa inovou para poder atender a indústria em uma parcela do varejo que não precisa de um promotor totalmente dedicado, ainda mais neste momento de isolamento social e perda de mão de obra devido à pandemia ocasionada pelo novo Coronavírus. “Trata-se de um produto inovador que veio agregar e prover aos nossos clientes a solução de grandes dores, como falta de budget para atender as lojas e PDVs sem atendimentos.

Com o Allis On Demand resolvemos a questão e com custo mais reduzido”, explica Wagner Gutierrez, CEO da companhia.Dentro desta modalidade, está a garantia de que todos os profissionais atuem devidamente legalizados, dentro das leis trabalhistas brasileiras, com recolhimento de todos os impostos que incidem sobre a execução. Além de solucionar a questão custo X benefício, o formato garante a alta qualidade do serviço, pois não envolve o compartilhamento do promotor com outras marcas e produtos.

O Allis ‘On Demand’ atende em qualquer lugar do País. Somente neste período já atendeu mais de 35 mil chamados, mas espera chegar a 200 mil até o final do ano”, afirma Gutierrez. As empresas que já utilizam o serviço são: Grupo Pão de Açúcar, Wickbold, AB Brasil, Duracell, Ambev, entre outras. Para 2020, a Allis espera o período com um de R$ 200 milhões, e acreditam que o Allis on Demand deve corresponder à 5% dessa estimativa.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

In the news
Carregar Mais