PUMA Brasil lança campanha de Natal “Presente das Minas”

Avatar

A PUMA Brasil lançou sua nova campanha de Natal “Presente Das Minas”, que faz parte do empenho da marca em incentivar e apoiar mulheres na prática de esportes, seja para diversão, se manter ativa ou pensando em uma carreira profissional. O objetivo é contribuir com a discussão de estereótipos existentes em presentes para meninas antes do Natal.

Quando se procura por “presente de menina” em sites de busca na internet, os primeiros resultados apresentam um mundo cor-de-rosa que se multiplica nas lojas de brinquedo e sites. Isso fica ainda mais nítido quando vemos que, segundo o IBGE, no Brasil cerca de 68% das mulheres dizem nunca terem praticado esportes e, dos 32% que já praticaram, menos da metade participou de um esporte coletivo.

“Queremos ver cada vez mais meninas e mulheres inseridas no esporte”, disse Fabio Kadow, diretor de marketing da PUMA Brasil. “Criamos a campanha justamente para contribuir com a discussão e começar a mudar esses estereótipos que não têm mais espaço nas novas gerações”, conclui.

“Essa ação é mais do que um convite, é uma provocação da PUMA para driblarmos os estereótipos e propormos uma mudança de pensamento. Por que as minas não são incentivadas ao esporte tanto quanto os meninos? Pra mim que sou mulher e mãe de menina e menino é um orgulho fazer parte disso”, disse Andrea Siqueira, diretora executiva da criação da BETC/Havas

A campanha acontecerá nos sites de busca até o Natal, com termos como “presente de menina”, “presente para garotas”, entre outros, apresentando como resultados anúncios da PUMA, direcionados ao site que falará mais sobre a campanha e com diversas opções de presentes. A campanha também estará presente nas redes sociais da PUMA Brasil e poderá ser discutida nas redes sociais com a hashtag #PresentedasMinas, com o apoio das embaixadoras da marca.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

In the news
Carregar Mais