O marketing digital veio para encurtar e otimizar as promoções e gestão dos negócios

Avatar
Crescimento exponencial do setor e recurso acessível do marketing digital por orientação de dados foram pauta do Quem sabe faz a live desta terça

Por onde passa na internet, o consumidor está deixando rastros a partir do histórico de navegação. São rastros deixados que podem ser coletados, analisados e, se extraídos com inteligência, de forma estratégica, transformados em ganhos para o negócio. Esses dados, segundo a analista de tecnologia da Zygon Adtech, Júnia Ortiz, no Quem sabe faz a live, transmitido pela Associação Baiana do Mercado Publicitário na última terça-feira (26), são preciosos, por isso os investimentos no segmento não param de crescer.

“Hoje, ter condições de extrair informações e analisar dados, seja a empresa de qualquer segmento, é muito valioso. Se fizemos da forma correta, e aí entra o especialista, conseguimos conectar o consumidor a partir de uma comunicação personalizada, mais significa pra quem está recebendo a mensagem e mais acertiva pra quem está divulgando”, explica a especialista, doutora em Comunicação e membro do Grupo de Pesquisa em Análise Crítica da Mídia e Produtos Midiáticos (Analítica/UFBA).

O outro expert presente no programa tem quase 20 anos de experiência e comunicação e cibercultura. Para ele, Adelino Mont’Alverne, os dados sempre existiram e ajudaram na tomada de decisões, mas as mudanças proporcionadas pelo digital são muito positivas e devem ser abraçadas por todo o mercado. “O que a gente começa a ver (com o marketing digital por orientação de dados) é o encurtamento dessa tomada de decisão, que antes levava meses desde a aplicação de uma pesquisa, análise, estudo e, por fim, o plano. Com essa nova onda dos dados, quando tudo acontece agora, todo o mercado vai passar a funcionar de forma mais rápida”, orienta o consultor, professor e coordenador acadêmico do curso de Graduação em Comunicação na UniRuy I Wyden.

Para quem pensa que os dados podem ser tangíveis para poucos, Mont’Alverne lembra que “todo estabelecimento produz dados, seja o ranking dos melhores clientes na loja ou a agenda feita a mão do dentista. A grande oportunidade está em analisar estes dados e utilizar a favor dos negócios, tanto nas promoções, quanto na gestão. A partir do faturamento, por exemplo, você pode estabelecer a quantidade de funcionários por horário numa loja, evitando ociosidade, ou lembrar a um paciente que está na hora de agendar uma nova consulta”.

Capacitação – Os convidados aproveitaram a audiência do Quem sabe faz a live pra anunciar o Programa de Capacitação da ABMP, realizado em parceria com a Zygon Adtech e a Uniruy Wyden. O assunto principal será Marketing Digital orientado por dados, sendo que, cada uma das turmas vai explorar uma etapa desta jornada, desde a estratégia à execução. As quatro principais áreas são: intelligence, planner, trader e seller. O primeiro curso acontece no dia 4 de abril, os demais seguem em maio, junho e julho. Mais informações e inscrições, bem como o vídeo completo desta última live estão disponíveis no site da ABMP.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

In the news
Carregar Mais