Nova plataforma simplifica live commerce para marcas

Avatar

Live commerce sem necessidade de baixar aplicativo e depender de regras das redes sociais que mudam todos os dias. A venda acontece durante a transmissão ao vivo, direto no site da empresa ou na plataforma, a um clique de distância. Essa é a proposta da Alive https://alive.haus – novidade desenvolvida pela Huia https://huia.haus , um estúdio de tecnologia do ecossistema de comunicação Haus, recém adquirido pelo grupo Stefanini.


A primeira empresa a apostar na plataforma é a Tramontina. No mês passado, fez sua estreia no mundo das lives de vendas com um chef ensinando receitas e tirando dúvidas do público sobre os produtos da marca em tempo real. A ação aconteceu integrada com a plataforma VTEX, uma das soluções de e-commerce mais utilizadas pelas empresas brasileiras. O cliente que assistiu pelo celular não precisou baixar um aplicativo da marca; acompanhou e comprou diretamente pela própria url da Tramontina. A estratégia da comunicação da live foi criada pela agência W3haus e a produção, em parceria com a produtora Brooke.


“Para a Tramontina e, em especial a equipe do e-commerce da marca, aceitar o convite e ser protagonista desta proposta junto com o parceiro foi gratificante. A live permitiu uma conexão fácil do consumidor com a Tramontina, aliada ao formato de estar próxima, agregar valor e destacar o mix de maneira única e experiencial. A novidade coloca o consumidor no centro todo o tempo: entrega a ele conteúdos, dicas e produtos numa única tela e, principalmente, com a possibilidade de realizar a compra em um único clique. Em nosso esforço permanente como marca, de estar na vida das pessoas com soluções que inspiram e estimulam experiências, atingimos nosso objetivo com sucesso”, declara Samuel F. Fritzen, Gerente de E-commerce da Tramontina.

“Muitas marcas já começaram a testar o formato de live commerce usando o Youtube ou Facebook e fazendo vendas via QR Code ou cupons. Nós estamos dando o próximo passo ao integrar a experiência de compra com a nossa solução de streaming. Este processo precisa ser fluído e sem quebra entre o conteúdo e plataforma”, explica Alessandro Cauduro, CIO da Haus. “Isso ainda minimiza o risco de utilizar grandes players de tecnologia e ter de seguir suas regras comerciais”, completa.

Como funciona
A solução permite que o cliente coloque produtos no carrinho enquanto assiste ao vídeo, clicando diretamente na tela do dispositivo em que a live é assistida. Ao optar pela compra, a plataforma o direciona para canal de e-commerce da marca onde o pedido está pronto para ser fechado.
Recomenda-se que as lives tenham de 15 a 60 minutos, para não serem cansativas. E não é preciso ter um artista de peso para usar a solução. Pode ser um bom vendedor, um micro-influenciador e até um consumidor “lover” da marca. Além da parte tecnológica, a Huia auxilia na estratégia de vendas, conteúdo e suporte. O objetivo é fazer pequenas lives, viáveis economicamente para as empresas, e que elas ganhem escala. “Acreditamos que os grandes eventos de live commerce que as marcas têm feito são importantes para gerar awareness e branding, mas o formato que apostamos são pequenos e mais frequentes, para que o consumidor tenha o hábito de participar e a conta faça sentido para quem quer vender”, afirma Cauduro.

Público Jovem

A tendência de live commerce começou na China em 2016, e agora cresce no Brasil por conta da mudança de comportamento do consumidor na pandemia, popularizando o consumo de conteúdo ao vivo e compras on-line. Esse novo formato de vendas nada mais é do que a integração entre o live streaming e o e-commerce. Outra particularidade diz respeito ao perfil do público. Diferentemente de um canal de vendas tradicional, neste caso o cliente que costuma acompanhar é mais jovem.

Este formato de vendas foi apontado no Google Black Friday Insights Book como uma estratégia de inovação para as empresas se diferenciarem neste período competitivo. “O live commerce vai ser a novidade neste ano, mas é fundamental que as marcas testem antes, para estarem preparadas e incorporarem o formato na sua estratégia de venda”, ressalta Cauduro. Neste momento a Alive se prepara para atender a demanda das marcas que planejam ações da Black Friday, um evento digital por natureza.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

In the news
Carregar Mais