Flores Falantes, a brincadeira que está dando o que falar!

22 de novembro de 2017
Compartilhar:

Tudo começou em 2005 quando foi fundada a Playlong . Acompanhando o movimento de conscientização e valorização da qualidade de vida , foi criado e desenvolvido o PLAYGROUND DA LONGEVIDADE, o primeiro conjunto de equipamentos para atividades físicas do Brasil focado no público da 3ª idade, visando oferecer a este segmento a oportunidade de inclusão social, a diminuição do sedentarismo e o resgate da alegria de viver.

A receptividade foi excepcional. Hoje os equipamentos estão instalados em parques e praças de cidades de todo o Brasil, condomínios, clubes, clinicas de recuperação de idosos, centros integrados de saúde e educação e até a APAE utiliza os equipamentos para o desenvolvimento da coordenação motora da garotada.

AS FLORES FALANTES
A ideia de criar o brinquedo Flores Falantes surgiu da observação das crianças no mundo tecnológico de hoje, o seu comportamento e o entretenimento através de celulares, tablets, computadores. Totalmente distantes de viver o lado lúdico da infância com suas brincadeiras e diversões.

As Flores Falantes foram criadas para o entretenimento educacional infantil permitindo as crianças vivenciarem a existência de comunicação à distância sem o uso de tecnologia eletrônica ou virtual.

Adequadas para playgrounds infantis e outras áreas de lazer, além de diversas brincadeiras possíveis, as Flores Falantes tem outros atributos importantes na fase de crescimento e desenvolvimento infantil: sociabilidade, fonoaudiologia, psicopedagogia e comunicabilidade.

Hoje, as Flores Falantes estão em parques, escolas, clubes, condomínios e áreas de lazer em geral.
A APAE utiliza o brinquedo para o desenvolvimento das habilidades fonoaudiológicas das suas crianças.
O objetivo da Playlong é ter as nossas Flores em todos os lugares que tenham crianças. Falando e ouvindo se aprende a brincar. Brincando se aprende a ouvir e falar.