Mike Zizzari: Por que investir nos microinfluenciadores?

Se sua marca está pensando em engajamento e lucro, considere o poder dos microinfluenciadores. Mas, por que eles, ao invés dos grandes influencers?

A popularidade pode ser algo muito positivo na vida de inúmeras pessoas, mas nem sempre é bem vista quando o assunto é marketing digital e influenciadores. Os números ostensivos de grandes influencers brasileiros, por exemplo, impressionam pela quantidade de recordes quebrados e de pessoas supostamente alcançadas. Mas será que eles realmente dominam os milhões de inscritos e seguidores que possuem?

Uma pesquisa realizada pela Markerly, que se baseou em 2 milhões de influenciadores digitais com as mais diversas audiências, mostrou que, para posts não remunerados, influencers no Instagram com menos de 1000 seguidores têm uma taxa de engajamento média de cerca de 8%, enquanto os com 1 mil a 10 mil seguidores têm uma taxa média de apenas 4%.

Quem são os microinfluenciadores?

Para facilitar o entendimento, podemos classificar os atuais influenciadores como:

Imprensa e celebridades: possui um grande número de seguidores, mas nem sempre há realmente um grande poder de influência.
Influenciadores: grupo com grande poder de influência e grande número de seguidores.
Microinfluenciadores: grupo que também possui grande poder de influência, com menos seguidores, porém maior poder de engajamento. Normalmente são apaixonados pelo assunto que abordam, sabem como ninguém do que estão falando e, pelo menos no início, produzem conteúdo de forma caseira.

Embaixadores da marca: clientes leais e que mantém um bom relacionamento com a empresa, e que, na maioria das vezes, acabam divulgando os produtos da marca para os amigos e familiares.
Fãs das redes sociais: pessoas interessadas em mais informações sobre as empresas, incluindo ofertas, promoções e, é claro, novos produtos desenvolvidos para eles.

Você deve estar se perguntando por que os microinfluenciadores acabam gerando mais engajamento e até mesmo lucro para as empresas? A resposta é bem simples: baixo custo e maior identificação com o público que os segue.

Por serem pouco conhecidos, os seus seguidores são bem fieis às dicas e informações divulgadas por eles, mesmo quando estão sendo pagos para tal ação, já que existe uma confiança por parte dos seguidores.

Outro ponto importante é o de que, normalmente, o microinfluenciador ainda não fez parceria com muitas marcas, o que também ajuda a passar uma ideia ainda maior de confiança para cada um de seus seguidores.

E dados também podem te ajudar a entender o poder desse investimento. Segundo uma pesquisa realizada pela Linqia, cerca de 94% dos profissionais de marketing que apostaram e investiram em campanhas com influenciadores, colheram bons resultados.

E, de acordo, com um estudo feito pela McKinsey, de 20% a 50% dos consumidores consideram a opinião de influenciadores no momento da decisão de compra dos produtos. O mesmo estudo também revelou que o marketing boca a boca é duas vezes mais eficaz do que a publicidade paga.

Utilizar um microinfluenciador pode parecer contraditório, já que nos leva a pensar: por que usar alguém com poucos seguidores, na tentativa de promover minha marca? A resposta é muito simples: microinflunciadores têm público mais específico, nichos. Isso torna o relacionamento mais sólido. Se a sua empresa atua com um público-alvo e bem característico, pode ser mais interessante utilizar este tipo de influenciador. Além disso, costumam demandar um investimento menor. Ou seja, são ideais para quem tem um orçamento apertado.

Mas, como utilizar um microinfluenciador? Muitas são as formas de investir, inclusive, grande parte dos microinfluenciadores são pagos por meio de permuta. Apoiar o microinfluenciador de outras maneiras, também é uma forma de investimento necessário e efetivo. Por exemplo, estimulando o influencer a desenvolver um projeto especial, onde sua empresa seja sua parceira. Com esse tipo de parceria surgem muitos trabalhos criativos em que ambas as partes são beneficiadas.

Ofereça experiências ao microinfluenciador! Se você tem um hotel, convide-o para conhecer o seu negócio e usufruir do local. Se tem uma gelateria, que tal convidar o influencer para experimentar as delícias de sua loja? Dessa forma, ele vai compartilhar em suas redes a experiência vivida. Assim, o seu negócio é divulgado.

Faça do microinfluenciador o seu maior parceiro de negócios. Isso torna sua marca visível, com uma audiência mais estratégica.

Mike Zizzari é CEO da New//It – www.agencianew.it

In the news
Carregar Mais