Marcas e creators discutem tendências da influência digital em evento inédito na capital paulista

Avatar

Primeira edição do Influency.me Trends, promovido pelo Grupo Comunique-se, reuniu maiores criadores de conteúdo e marcas do País para bate-papo sobre estratégias, futuro e oportunidades

As tendências mais relevantes da influência digital foram a “grande estrela” da primeira edição do Influency.me Trends, realizado na noite de ontem, 21, pelo Grupo Comunique-se. Exclusivo a convidados, o evento reuniu os maiores criadores de conteúdo e marcas do País para um bate-papo descontraído sobre estratégias, futuro e, principalmente, oportunidades. O encontro aconteceu no restaurante Corrientes 348, situado nos Jardins, Zona Sul da capital paulista.

Nomes como Pyong Lee, Jéssica Mueller, Nayara de Deus e Erick Mafra dividiram o espaço com representantes de empresas como Oracle, Samsung, Vivo e grupo MoveEdu. Comandados por Rodrigo Azevedo, CEO do Grupo Comunique-se, cinco painéis de discussão relacionados às principais tendências foram apresentados à plateia de influentes, que interagiu ao longo da noite com perguntas, histórias e opiniões.

O foco esteve em temas como adoção de estratégias de marketing de influência por empresas, relação de curto e longo prazos entre marcas e creators e transparência sobre publiposts e conteúdos comerciais. Os debates do primeiro Influency.me Trends ainda giraram em torno da regulamentação de ações com influenciadores digitais e como as marcas podem mensurar de forma assertiva o alcance e os resultados de ativações.

“A estruturação de departamentos de marketing de influência nas empresas será uma realidade nos próximos anos. A Reebok, por exemplo, anunciou recentemente a formação de um time interno dedicado ao relacionamento com influenciadores digitais. Esta já é uma das principais tendências”, destacou Rodrigo Azevedo. “Conteúdos a longo prazo, e de forma recorrente, serão outra forte tendência no universo de marketing de influência a partir de 2019. Cada vez mais, veremos apostas em parcerias mais amplas, e não apenas alicerçadas em ações pontuais”, completa.

Segundo Rafael Arty, head de marketing de influência do grupo, que mediou a interação entre painelistas e plateia, as marcas precisam gerar “conversas” ainda mais espontâneas. “O alcance, a relevância e a ressonância do ‘creator’ são os três elementos que, combinados, despertam o interesse da marca. Olhar somente os números de seguidores, e não a relevância, o influenciador como mídia, e não como conteúdo, é cometer um grande equívoco. Foi este debate qualificado que promovemos”, disse.

“Queremos não apenas viabilizar como tornar mais proveitoso o relacionamento entre empresas e influenciadores, que hoje, em grande medida, ainda é um ‘gap’ no mercado. Potencializar essa sinergia foi a grande proposta do Influency.me Trends”, resume Arty. A  primeira edição do Influency.me Trends terminou com happy hour entre os convidados e pocket show da banda de rock mineira Venosa.

Cenário nacional de marketing de influência – No Brasil, uma pesquisa recente do Influency.me revelou que 38% das empresas estão dando os primeiros passos em estratégias de marketing de influência, enquanto 16% já realizam campanhas regulares com influenciadores digitais. O retorno positivo gerado é o motivo principal para o investimento. Para cada dólar investido em influencer marketing, gestores obtêm em média US$ 7,65 em valor de mídia conquistado “devolvido”.

“O propósito da ação é o que determina o sucesso de uma campanha. É este objetivo  que também orienta o perfil de influenciador mais adequado para a conquista resultados, que podem ser: elevar autoridade e branding da marca, atrair mais seguidores para as redes sociais, lançar algum produto novo no mercado ou aumentar o ticket médio de vendas. Com a eficiência do marketing de influência comprovada em mercados mais maduros, como o norte-americano, a tendência é que também desponte ainda mais no Brasil nos próximos anos”, destaca Rodrigo Azevedo.

Com soluções 360º na realização de campanhas focadas em alcance e conversão, a plataforma Influency.me cria, desenvolve e mensura ações usando os mais adequados perfis de digitais influencers, reunidos não apenas por tamanho da base, mas por assuntos de interesse, engajamento e perfil de audiência. “O marketing de influência supre a demanda do mercado em aproximar as marcas dos criadores de conteúdos a partir de campanhas guiadas pela construção de relacionamento. Por meio da nossa tecnologia de mapeamento e gestão, a empresa pode acompanhar o desenvolvimento de todo o projeto, assim como o alcance das métricas estabelecidas. Acredito que com esta aposta diferenciada, nós, do Comunique-se, estamos dando um grande passo na difusão do marketing de influência no Brasil”, finaliza Azevedo.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

In the news
Carregar Mais