Gustavo Hana: A aposta da Amazon na publicidade na esperança de se tornar mais lucrativa

*Por Gustavo Hana

Depois de duas décadas amargando uma relativa baixa em sua lucratividade (média de 1% nos últimos cinco anos), a Amazon, uma das mais conhecidas organizações do mercado online, finalmente está colocando mais esforços em algo que realmente pode entregar uma excelente margem de lucro, garantindo o crescimento saudável do negócio, a publicidade.

Assim como diversos outros players, a empresa preferiu, até então, se manter afastada dessa ferramenta com medo de que ela impactasse negativamente a experiência de compra de seus clientes, que estava baseada principalmente nos reviews dos itens e no preço. Aos poucos, a Amazon foi introduzindo o posicionamento dos produtos na busca com base na compra de anúncios, o que forçou as marcas a investirem em publicidade online para não perderem vendas.

Porém, a “prateleira digital” já não é novidade há algum tempo. O Google, um dos principais concorrentes da Amazon, já possui diversas soluções para entregar ao consumidor uma excelente experiência. Ao buscar por um produto no Google, por exemplo, obtemos como resultado uma listagem completa, com fotos, informações de preços, nome da loja e recentemente uma novidade: também podemos verificar se o produto está disponível na loja física mais próxima.

Esse formato de publicidade se mostrou muito eficiente, já que impactamos o cliente no momento que chamamos de “fundo de funil” do processo de compra. Ou seja, quando o consumidor está muito mais próximo de tomar a decisão e, consequentemente, muito mais propenso a finalizar a compra. Por isso, a publicidade tem papel fundamental neste momento, aumentando a taxa de conversão.

Observando a eficiência destes anúncios, os marketplaces estão ampliando suas soluções de publicidade para garantir maior margem de lucro. Aqui no Brasil, temos como case a B2W, grupo que agrega diversas marcas entre elas Americanas e Submarino, que possui sua própria plataforma de anúncios chamada B2WAds. De acordo com o relatório de resultados da companhia, a plataforma encerrou 2017 com mil anunciantes, um número que deve crescer de forma agressiva ao longo deste ano.

De olho nas mudanças no seu mercado e com medo de perder seu destaque no universo online, a Amazon está apostando alto nesse segmento, o que tem tudo para dar certo. A empresa já atrai 180 milhões de visitantes dos americanos por mês. Com a utilização da publicidade, provavelmente, esse número deve dobrar.

A virada estratégica da companhia é algo que deve ser acompanhado com atenção e tem tudo para se tornar um case de sucesso no segmento. Veremos o que o futuro reserva para essa gigante do mercado online!

*Gustavo Hana é CEO da GhFly, uma das principais agências digitais do Brasil, líder em performance e gestão de campanhas inovadoras com foco em resultado

In the news
Carregar Mais