Fini aposta em podcasts e anuncia projeto Finicast

Avatar
Novidade faz parte da estratégia da empresa em atender à diversidade de público e traz figuras renomadas que abordam o universo Fini

Com uma taxa de engajamento em constante crescimento, o podcast está cada vez mais presente na rotina do consumidor. Por esse motivo, tem se transformado em uma promissora ferramenta de comunicação para as marcas. A Fini, empresa líder no segmento de balas de gelatina no Brasil, tem observado o movimento há algum tempo e, após realizar ações focadas no universo podcast em eventos como Campus Party e CCXP, resolveu apostar ainda mais na mídia. A marca anuncia o Finicast, parceria com produtores de programas que abordam temas do universo no qual a Fini está presente, como cinema, games, cultura pop, humor e ciência.

Pioneira no segmento, a Fini encontrou na oportunidade mais uma maneira de surpreender o mercado e os consumidores e selecionou programas reconhecidos na podosfera e que conversam com o público da marca, como Rapaduracast, Scicast, 99 Vidas e Rebobinando, e também alguns dos podcasts mais ouvidos no Brasil, de acordo com a PodPesquisa 2018: Não Ouvo, Gugacast, Nerdcast.

De acordo com Andrea Köhler, gerente de marketing da Fini, a aposta na ferramenta está alinhada ao DNA da marca e é perfeita para que a busca se aproxime e gere experiências para a diversidade de consumidores brasileiros: “De acordo com o estudo Podcast Ibope 2019, 32% dos internautas ativos no Spotify utilizam o canal para escutar podcasts. Como queremos sempre acompanhar o consumidor e estar ao lado dele em todos os momentos, vimos na iniciativa uma forma inovadora de conversar com os atuais e potenciais clientes da Fini, utilizando um formato atrelado a um conteúdo relevante para nosso público”, completa Köhler.

Mercado de podcasts no Brasil

Chegando aos poucos à rotina do brasileiro, os formatos streaming on demand e always on já atendem um público considerável para as marcas que querem encontrar novas maneiras de se reinventar e levar informações a seu público no País. Segundo o estudo PodPesquisa 2018, os podcasts são classificados como ferramenta de entretenimento (87%), aprendizado (80%) e informações (79%). Entretanto, 63% dos ouvintes de podcasts brasileiros já compraram um serviço ou produto anunciado ou divulgado nessa mídia.

Para Köhler, a audiência nesse tipo de mídia é fiel, atenta, leal e engajada. “Mesmo com mais de uma hora de conteúdo, o formato permite transmitir uma mensagem com leveza e discutir temas em profundidade. E, assim como em todas as nossas ações, queremos transformar momentos e levar entretenimento e informação aos consumidores de forma leve e divertida, e esse é o principal objetivo do Finicast”, conclui.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

In the news
Carregar Mais