Eventos virtuais movimentarão US$774bi pelo mundo em 2030

Avatar
Tendência pós-pandemia é investir em eventos online para economizar recursos e garantir segurança dos participantes

Estudo da empresa norte-americana Grand View Research aponta que os valores movimentados no mercado de eventos online crescerão quase dez vezes em uma década. Em 2020 a expectativa é que os eventos virtuais atingirão cerca de US$78bi. Para 2030, o setor terá alcançará uma cifra de R$774bi e uma taxa anual de retorno do valor investido (CAGR) de 23,2%.

É possível afirmar que o novo Coronavírus (SARS-CoV-2) colaborou para essa escalada exponencial. Para startups que trabalham com eventos, já era senso comum que os realizados virtualmente seriam uma tendência. Entretanto, o que pegou a todos de surpresa foi a adesão acelerada e compulsória em razão da pandemia.

“Se antes da quarentena um evento online era uma possibilidade, ele passou a ser a única alternativa por um tempo”, afirma Pedro Góes, CEO da InEvent, plataforma que promove eventos corporativos virtuais com até 100.000 pessoas simultâneas.

“Hoje observamos nos países onde atuamos que os mesmos tendem a se tornarem híbridos. Ou seja, parte do evento realizado de forma online e outra parte presencial. Um sinal forte disso é observar a quantidade de hoteis que estão oferecendo seus espaços para esta modalidade”, conclui Góes.

A pesquisadora de tendências do Trends Exchange, Quarrison Terry, aponta que vários setores se beneficiarão da digitalização do ramo. “Eventos relacionados ao entretenimento estão fazendo uma transição natural para o virtual. Ainda temos muito a analisar sobre como esse sucesso se traduz no ambiente profissional”.

Com a mudança de cenário, os eventos online terão maior participação no mercado de eventos globais que foi avaliada em US$1tri em 2018, com expectativa de atingir US$2,6tri em 2026. Os dados são da consultoria Allied Market Research.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

In the news
Carregar Mais