Estudo de impacto e de tendências com foco no setor de MICE

Avatar

Por Natasha de Caiado Castro

Enquanto o Brasil, mais precisamente o Estado de São Paulo, que apresentou essa semana, um plano de retomada das atividades, nós da Wish International, por meio de reuniões virtuais diárias, com equipes de vários países, elaboramos um estudo de impacto e de tendências com foco no setor de MICE – Meetings, Incentives, Conferences and Exhibitions.

Em São Paulo, os protocolos do setor de turismo estão divididos em três grupos: 1) Meios de hospedagem, 2) Bares, Restaurantes e Similares e 3) Locadoras de veículos, operadoras, agências de viagens e de receptivo, parques temáticos, aquáticos, atrações turísticas, centros de entretenimento familiar e parques itinerantes, transportadoras turísticas, turismo náutico e venues (locais) organizadores de eventos e prestadores de serviços para eventos.

O plano de retomada está divido em cinco fases que vão do nível máximo de restrição de atividades não essenciais (vermelho) a etapas identificadas como controle (laranja), flexibilização (amarelo), abertura parcial (verde) e normal controlado (azul). O objetivo da classificação é assegurar atendimento de saúde à população e garantir que a disseminação do coronavírus em níveis seguros para modular as ações de isolamento.

No levantamento que fizemos em diversos países, apresentamos os principais estudos e como cada país está aplicando as formas de redução do isolamento e abertura gradual do mercado local.

França: O país está dividido entre as zonas verde e vermelha. Vermelho são as zonas muito restritas. As pessoas das zonas verdes podem viajar entre eles. Não é permitido viajar mais de A 100 km de casa, exceto para negócios.

Alemanha: No máximo 2 famílias podem se reunir em público, outras mantêm distância mínima de 2m. Use máscaras em edifícios públicos e transporte público. As lojas estão abertas. Hotéis abertos a partir de final de maio.

Itália: As pessoas podem se mover livremente dentro de sua região. Em público, mantem distância de 2m, usar máscaras (obrigatório em espaços públicos). O exercício ao ar livre é permitido, com distância de 3m. O transporte público esta com meia capacidade, monitorando temperatura para metrô. Escolas fechadas até setembro.

Estados Unidos: Cada estado, assim como no Brasil, está edtudando e aplicando suas próprias regras. Os californianos, por exemplo, podem deixar suas casas por motivos essenciais serviços, atividades e trabalho. Usar máscaras em público e manter o distanciamento físico.

Russia: Estado de emergência, bloqueio até 31 de maio. Usar máscaras e luvas em edifícios públicos e transportes públicos, penalidade de 50-60 euros. Somente mercados de alimentos, correios, farmácias, bancos e lojas de telefones celulares estão abertos.

Polônia: Recomendação básica, como usar máscaras.

O nosso estudo, que será atualizado semanalmente, também conta sobre os protocolos de abertura em diversos países, além dos selos “sanitários”, como maneira de minimizar os impactos do Covid em diversos setores das economias locais.

Acho que ainda estamos em quebra-cabeças onde não sabemos ao certo quais peças encaixar, mas a retomada da economia em alguns países me fazem crer que estamos no caminho da volta à normalidade, ou, ao menos, ao novo normal.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

In the news
Carregar Mais
%d blogueiros gostam disto: