Cristian Townsend: 3 erros em marketing e vendas que podem levar uma empresa à falência

Avatar
Por Cristian Townsend

Para alavancar os números de qualquer empresa, estratégias de marketing e vendas são essenciais. Quando os profissionais de ambas as equipes atuam de forma alinhada e planejada, é possível prever bons resultados. Mas, infelizmente, o contrário também é válido. Se não há embasamento por trás das ações dessas equipes ou a falta de comunicação resulta em metas que se perdem pelo caminho, a empresa pode acabar pagando um preço alto.

Para não correr esse risco, avalie 3 falhas em estratégias de marketing e vendas que você não pode cometer:

1- Não entender seus clientes
Abordagens erradas, tanto na hora da divulgação quanto na venda, podem afastar ou causar uma má impressão nas prospecções. Por isso, é imprescindível coletar o maior número possível de dados sobre clientes, como metas, comportamentos, preferências, objeções e renda. Com tais informações, os gestores podem traçar um tom de comunicação ideal, aproximando-se do universo do seu público-alvo.

2- Agir na hora errada
Para ter um plano de ações assertivo, é preciso entender os hábitos de seus clientes e como eles mudam de acordo com os dias, semanas e meses. Por exemplo, é possível que uma campanha de utensílios domésticos tenha um resultado melhor na primeira semana de junho, pois se entende que é quando determinada segmentação compra produtos para casa.

Atualmente, existem ferramentas tecnológicas que utilizam o conceito de Big Data, a interceptação de um grande número de dados. Isso porque, com a internet e outros dispositivos, temos acesso a uma quantidade humanamente imensurável de informações.

Com sistemas automatizados, é possível verificar todos esses dados de maneira organizada, através de painéis. Assim, gestores de equipes poderão obter muito mais conhecimento acerca de seu público, gerando ações mais objetivas e planejadas. Conteúdos que instiguem o cliente no tempo certo devem ser parte das estratégias de marketing e vendas.

3- Não dispor dos instrumentos certos
Outro erro comum é não dispor das ferramentas certas. Se a empresa quiser manter a competitividade de mercado, deve procurar por inovações que otimizem processos e ofereçam insights assertivos. Um bom exemplo são sistemas que usam Inteligência Artificial. A IA já está em diversos aplicativos e serviços que utilizamos, e a tendência é que essa presença ganhe ainda mais força em um futuro próximo.

Nos dias de hoje, é possível combinar ferramentas que utilizem esse conceito aliado à Big Data, com cruzamento entre dados de clientes e dados do mercado. Tais sistemas são capazes de entender padrões de comportamento e oferecer previsões sólidas do futuro. Ou seja, será possível obter análises profundas e insights inovadores – tudo muito bem embasado. Um planejamento eficiente serve não só para manter a posição de sua empresa no mercado, mas para ganhar autoridade.

Cristian Townsend, fundador e CMO (Chief Marriage Officer) da Osorno Analytics, startup de Account-Based Marketing, Big Data e Inteligência Artificial, com foco em Marketing e Vendas

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

In the news
Carregar Mais