Coca-Cola Brasil consolida toda a mídia digital – programática e de performance – e o e-commerce na WMcCann

Com a evolução do Kolab, central de inteligência de mídia da marca, um novo núcleo dedicado à mídia digital passa a ser incorporado à agência

Com uma visão 100% data driven mas uma filosofia de trabalho pautada na visão humana sobre dados, toda a mídia digital (programática e de performance) e o e-commerce da Coca-Cola Brasil passam a ser atendidos pela WMcCann. A mudança é resultado da evolução do Kolab (central de inteligência de mídia de Coca-Cola implementada em 2011), que passa a contar com um novo núcleo de mídia digital e e-commerce, consolidando os planos de conexões de todo o portfólio de marcas de produtos da empresa. A operação vai gerenciar a inteligência de dez marcas em um trabalho exclusivo e 100% dedicado à Coca-Cola Brasil, que ficará concentrado na WMcCann do Rio de Janeiro.

“O objetivo é colocar o consumidor no centro de toda a experiência dele com a empresa. Não se trata de olhar os números e buscar eficiências, mas, sim, de olhar os números e melhorar a nossa relação e a nossa conversa com as pessoas que consomem nossos produtos”, afirma Beatriz Bottesi, Diretora de IMC da Coca-Cola Brasil.

Para isso, a evolução do Kolab atuará com base em três pilares principais. O primeiro é a “diversidade de emoções”, obtida por meio da composição de um time multidisciplinar, tanto do ponto de vista da formação acadêmica e profissional quanto da diversidade das pessoas em si. Em seguida, o “senso centralizado”, que é a formação de uma única e consolidada base de dados, além do entendimento e construção das audiências da empresa por meio da datalakes e processos de machine learning e inteligência artificial. Além disso, haverá um foco também na “criatividade descentralizada”, que será obtida pelas agências que já criam para as diversas marcas da Coca-Cola Brasil, novos parceiros que podem ser acionados a qualquer momento para participar de processos de cocriação e geração de conteúdos que ajudem a estabelecer e construir essas audiências.

“Este é um trabalho que nos orgulha muito não só pela visão inovadora da Coca-Cola Brasil, como pela importância de enxergar dados com uma aplicação humana voltada para um melhor atendimento real às pessoas”, afirma Hugo Rodrigues, Chairman e CEO da WMcCann. Ele acrescenta que essa divisão do trabalho em três áreas – o Lab, que foca modelagens, teorias e desenvolvimento, o Hub, que é a parte do data collection, processamento e business intelligence, e o Camp, parte de cocriação, parcerias e liderança estratégica – permite um modelo de evolução constante. “Uma operação muito significativa para nós, que ficará concentrada na nossa agência no Rio, sob a liderança do nosso VP Executivo, Marcio Borges”.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

In the news
Carregar Mais