Bonduelle anuncia novo CEO global e aquisição de empresa no Canadá por 120 milhões de reais

Avatar

Com a mudança de CEO, a empresa segue trabalhando com o objetivo, até 2025, de ser a referência mundial para o bem-estar por meio de produtos de origem vegetal

A Bonduelle, líder mundial na produção de vegetais minimamente processados, anuncia Guillaume Debrosse como seu novo CEO global. A companhia também acaba de adquirir a divisão de frutas e vegetais processados da Del Monte, no Canadá, que pertencia à Conagra Brands. O negócio movimentou 43 milhões de dólares canadenses (aproximadamente 120 milhões de Reais) e inclui o direito de uso da marca Del Monte em diferentes segmentos de frutas e vegetais processados, além do controle do estoque de produtos.

Essa divisão da Del Monte gera receita anual de cerca de 60 milhões de dólares canadenses (aproximadamente 230 milhões de Reais) e será utilizada para complementar a operação de legumes enlatados e congelados da Bonduelle na região do Canadá e Estados Unidos. A aquisição exclui todos os ativos industriais e de recursos humanos. A Bonduelle utilizará suas próprias fábricas para produzir os volumes de Del Monte.

Esse negócio foi concluído em um importante momento para a Bonduelle. Com 165 anos de história, a companhia confirma a transição do seu comando global das mãos de Christophe Bonduelle, no cargo desde 2001, para Guillaume Debrosse. O novo CEO está na empresa desde 2007, onde ocupou funções estratégicas nas áreas de negócios, finanças e administração geral de custos. Formado na Universidade Paris Dauphine e membro da família Bonduelle, Debrosse iniciou sua carreira na L’Oréal e depois ingressou no segmento de telecomunicações, onde atuou a maior parte do tempo na Telefónica.

Como CEO, Debrosse terá entre seus principais executivos os três vice-diretores: Philippe Carreau, responsável pelas unidades BELL (Bonduelle Europe Long Life) e BFE (Bonduelle Fresh Europe); Grégory Sanson, líder financeiro e de desenvolvimento do Grupo; e Daniel Vielfaure, responsável pelo reagrupamento das unidades das Américas BFA (Bonduelle Fresh Américas) e BALL (Bonduelle Americas Long Life). Essa evolução responde à nova dimensão do grupo, à sua crescente internacionalização e ao VegeGo! que é o projeto da companhia que visa ser a referência mundial para o bem-estar por meio de produtos de origem vegetal até 2025. Por fim, permite que a sucessão de Christophe Bonduelle seja gradualmente assegurada, respeitando o objetivo de sustentabilidade estabelecido pelo acionista familiar.

No Brasil, a Bonduelle recentemente mudou seu modelo de negócio, trabalhando com parceiros estratégicos, com foco no aumento de distribuição. Os parceiros são Unilever para conservas nacionais das marcas Bonduelle e Knorr, Aurora Importadora, para os itens importados e palmitos, enquanto que para congelados a empresa continua fazendo venda direta ou através de distribuidores.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

In the news
Carregar Mais