Revistra Live Marketing | A primeira revista especializada no marketing ao vivo

Versão Digital
Assine Live MKT

Mercado de brindes está em expansão e investe em novidades

Eles estão presentes em todos os momentos onde há a necessidade de registrar, perante o público, a lembrança de uma marca de sucesso. Há diversos setores que tem usado os brindes para implantar sua marca no dia a dia dos consumidores. Com o crescente surgimento de empresas na área de serviços, também cresce o faturamento de empresas de brindes que fornecem inovações ao setor. Esse fenômeno é destacado pelo diretor comercial da Brindara Atacadista de Brindes, Maurício Teixeira de Carvalho. Ele confirma a tendência desse nicho de fornecimento de produtos, já que é comum mais e mais empresas de serviços, a cada dia, ocuparem e oferecerem novidades, onde o brinde se torna um agradável lembrete da marca.

Outros setores onde as lembrancinhas estão presentes são os de automobilísticos e moveleiros, como lembra a diretoria financeira da Blinder Indústria de Brindes, Fabiola Mara de Souza. “Tal aquecimento nesses segmentos tem uma explicação – são produtos adquiridos com maior facilidade pelos brasileiros nos últimos anos, logo, aumenta a demanda por fidelizar as marcas agregando pequenos brindes aos produtos.”

Fabiola Mara de Souza

Fabiola Mara de Souza, diretora financeira da Blinder
Crédito foto – Divulgação

Com a globalização, a meta das empresas brasileiras é encarar a concorrência com investimento em tecnologia e agilidade na entrega dos produtos aos clientes. Carvalho aposta em equipamento de impressão digital importado do Japão para fazer o diferencial perante os clientes, que cada vez são mais exigentes com prazos e qualidade dos serviços. “A concorrência é grande, devido, principalmente, à existência de fornecedores de brindes sem o devido registro e sequer empresa constituída (que não pagam impostos nem registram funcionários).”

Inovar e ter novidades no catálogo de brindes é o que a Blinder tem feito para encarar os desafios. Fabíola ressalta a grande competitividade do setor na capital paulista, e a estratégia é manter parcerias no fornecimento e estoques, para que os clientes tenham à disposição os produtos para registrar o DNA de sua marca. O prazo da entrega, segundo Fabíola, é também fator determinante no atendimento dos clientes, que não podem esperar pelos brindes.

Em uma pesquisa aleatória na Internet, através do Google, é possível ver o quanto é grande a concorrência no setor de brindes. Há centenas de empresas espalhadas pelo Brasil. A maior concentração do setor se localiza na região Sudeste, onde é grande a realização de feiras de negócios, exposições, lançamentos de produtos e eventos diversos, onde os brindes marcam sua presença e registram o momento único do evento.

Carvalho diz não ter percebido a presença de empresas estrangeiras no mercado de brindes, mas há um certo temor de que os gringos possam trazer produtos que não tenham sido comercializados no Brasil. Para enfrentar essa possível ameaça, a qualidade é o que a Brindara tem mais oferecido aos clientes e o corte em alguns tipos de serviços, que agrega valor aos produtos.

Qualidade também é o que Fabíola mantém para que as bandeiras internacionais não atrapalhem os negócios nas terras brasileiras. Parcerias, inclusive, com fornecedores internacionais, alimentam a diversidade de produtos, e os clientes tem um feedback positivo com essas ações estratégicas.

Mundo verde

Assunto em pauta em todo o mundo, a sustentabilidade também está presente no universo dos brindes. Empresas querem, direta ou indiretamente, vincular suas marcas ao conceito. Com essa ideologia, tem aparecido com muita frequência produtos com esse apelo, nos quais a natureza é preservada e os brindes mostram que a empresa tem em mente ser socialmente responsável com o futuro do planeta.

São muitas as opções de ideias verdes no mundo dos brindes. Há exemplos de lembranças feitas de papel, plástico e demais materiais reciclados. Existem também curiosos e divertidos produtos, como os papéis com sementes, onde a brincadeira está em cultivar a planta. As marcas que usam dessas soluções tem chamado a atenção dos clientes. Não se exclui dessa tendência até a fibra do coco e as madeiras de reflorestamento, comumente usados na confecção de canecas.

❮ Voltar Leia também
Clique aqui para ver mais Notícias Voltar para o topo